Representante oficial da empresa no país apresentou três modelos: Redmi Note 13, Note 13 5G e Note 13 Pro 5G. Preços começam em R$ 1.299 e chegam a R$ 3.299 na versão mais completa. Novo Xiaomi Redmi Note 13 Pro 5G
Darlan Helder/g1
A Xiaomi anunciou nesta quarta-feira (31) novos celulares intermediário premium no Brasil. Ao todo, são três modelos: Redmi Note 13, Note 13 5G e Note 13 Pro 5G, que são considerados os aparelhos carro-chefe da marca no país.
Os smartphones têm tela AMOLED de 6,67 polegadas, desbloqueio facial com inteligência artificial (IA) e câmera principal de até 200 MP no modelo mais caro. Vale observar que o Redmi Note 13 é o único com conexão 4G.
Os preços começam em R$ 1.299 e chegam a R$ 3.299 na versão mais completa (veja todos os valores ao final da reportagem).
Em entrevista ao g1, Thiago Araripe, gerente de marketing da Xiaomi no Brasil, revela que a linha Redmi já ultrapassou a marca de 340 milhões de unidades vendidas no mundo. “A família Redmi é a de maior sucesso da marca no Brasil também”, conta.
Principais configurações
Novo Xiaomi Redmi Note 13 Pro 5G
Darlan Helder/g1
Assim como em outros modelos dessa categoria, os novos Redmi Note 13 têm como destaque tela, câmeras e bateria. O mais avançado da família, Redmi Note 13 Pro 5G, tem como destaque a câmera principal que produz fotos de até 200 MP.
A empresa diz que a “tecnologia de zoom integrada dos sensores proporciona efeitos sem que se perca a qualidade de imagem. Dessa forma, é possível capturar os detalhes de paisagens distantes para criar ainda mais possibilidades”.
Questionado pelo g1 sobre a tecnologia de reconhecimento facial com inteligência artificial, Thiago Araripe afirma que a IA aprimora a segura, “mapeando mais rapidamente o rosto do usuário”.
Sobre bateria e carregamento, o Redmi Note 13 e o Note 13 5G vêm com carregador de 33 watts de potência. No modelo mais potente, esse número avança para 67 watts.
Xiaomi opera com representante no Brasil
Nova linha Xiaomi Redmi Note 13
Divulgação/Xiaomi
Desde 2019, a empresa DL Eletrônicos é a representante oficial da fabricante chinesa no Brasil.
A primeira vez que a Xiaomi desembarcou em solo brasileiro foi em 2015, mas ela diminuiu a sua presença no país no ano seguinte e deixou de fazer novos lançamentos por aqui.
Questões tributárias foram motivos para a pausa, segundo a companhia na época.
Após a DL assumir as operações, Luciano Barbosa, responsável pelo “Projeto Xiaomi no Brasil”, disse que a “a fabricante assumiu de maneira global trabalhar com margem de lucro mínima. A DL também se compromete a isso”.

LEIA TAMBÉM:
iPhone ‘antigo’: até qual versão ainda vale a pena comprar?
Galaxy A05s, A15 LTE, A15 5G e A25 5G são os novos celulares baratos da Samsung; veja preços
Samsung lança Galaxy S24, rival do iPhone 15, com inteligência artificial para fotos e textos
Samsung lança Galaxy S24 em três versões
Samsung lança Galaxy S24 em três versões
Jovens estão trocando o Google pelo TikTok na hora fazer pesquisas
Jovens estão trocando o Google pelo TikTok na hora fazer pesquisas
Apple anuncia o lançamento do iPhone 15 e outras novidades
Apple anuncia o lançamento do iPhone 15 e outras novidades

Fonte – Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao navegar no site ,você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência e os termos da GDPR (LGPD) Conheça nossa Politica de Privacidade 
Ola Podemos te ajuda
Podemos Te Ajudar ?
SEJA BEM VINDO
Ola nos do Grupo Eco estamos muito fefiz por voçê estar aqui no que posso Ajudar ?