O CEO do KaBuM!, Julio Trajano, afirmou que é difícil competir com empresas que enviam produtos para o Brasil, mas não recolhem corretamente os impostos. Respondendo em relação às marcas asiáticas e principalmente chinesas, ele defendeu que o varejo nacional busca isonomia no tratamento para conseguir disputar mercado de “maneira justa”.

“A gente luta por igualdade. Do nosso lado estamos dentro de todas as leis, arcando com todos os impostos e jogando dentro das quatro linhas. O que a gente espera é que elas [empresas asiáticas] possam, sim, atuar, mas que atuem com as mesmas condições de jogo que a gente”, disse em entrevista ao TecMundo durante a Brasil Game Show (BGS) 2023.

O executivo argumentou que o varejo brasileiro está feliz com as movimentações para equalizar a questão, como é o caso do Remessa Conforme. Prometendo agilidade nas entregas, o programa obriga as empresas estrangeiras a recolherem corretamente o ICMS de 17% (de compras até US$ 50) e mais 60% de taxa de importação (caso a compra seja acima de US$ 50).

KaBuM! O espaço KaBuM! City da BGS 2023 contou com atrações que deram brindes para os visitantes (Imagem: Divulgação/KaBuM

“[O Remessa Conforme] é um início e eu consigo perceber como todos nós do varejo, incluindo o IDV [Instituto para Desenvolvimento do Varejo], estamos envolvidos nessa questão também podendo contribuir [com debates e sugestões de novas regras]”.

Ainda sobre este assunto, Trajano comentou que o desafio de competir com Shopee, AliExpress e outras é grande. Ele explicou que para operar neste cenário, o KaBuM! investe para oferecer um grande atendimento aos clientes e o melhor portfólio possível de produtos.

“Nós operamos com produtos de qualidade e 100% originais, por isso nosso ticket médio supera um pouco os 50 dólares das operações mais específicas dos chineses. Além disso, nós temos a credibilidade da marca, já que estamos com 20 anos de existência e fazemos parte do Magalu que opera há 67 anos”.

Melhor Black Friday da história

Tendo assumido o comando do KaBuM! no final do primeiro semestre deste ano, Julio Trajano veio do setor de esportes (anteriormente ele atuava na Netshoes) para trabalhar com games. Ele confessa que lidar com este público é bastante complexo, já que as pessoas que gostam de jogar normalmente têm muito conhecimento técnico sobre os produtos.

Sobre isso, ele ressaltou que a tática para atender quem chega na loja já sabendo exatamente o que quer é ter um time de vendedores e consultores que conhecem das especificações dos videogames, das GPUs, teclados, mouses e etc. “É super legal trabalhar neste nicho. E na verdade não acho que eles são exigentes, acho que são conscientes”, defendeu o CEO.

Falando sobre outro desafio, o da alta taxa Selic do país (atualmente de 12,75%), o diretor do KaBuM! comentou que é preciso “ajudar” os clientes. Neste sentido, a loja online oferece planos de financiamento de juros e campanhas de desconto para pagamentos à vista no Pix. 

KaBuM!O CEO da KaBuM!, Julio Trajano, promete descontos e novidades na Black Friday 2023 (Imagem: Divulgação/KaBuM!)

“A gente realiza sonhos. Têm clientes que sonham com a primeira cadeira gamer, com o primeiro videogame, com uma CPU. Estive com o Gaules há um tempo e ele me falou sobre isso”, contou.

Julio Trajano finalizou dizendo que o KaBuM! começou a trabalhar na Black Friday há cinco meses e que o período promocional teve preparativos especiais para 2023. Sem contar detalhes sobre os itens que estarão em promoção, ele apenas defendeu que esta será a “maior Black Friday de todos os tempos” da loja.

“Todos vão encontrar coisas sensacionais. Estamos tratando com fornecedores dos Estados Unidos e China que estão super engajados em trabalhar com a gente”.

Fonte – Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao navegar no site ,você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência e os termos da GDPR (LGPD) Conheça nossa Politica de Privacidade 
Ola Podemos te ajuda
Podemos Te Ajudar ?
SEJA BEM VINDO
Ola nos do Grupo Eco estamos muito fefiz por voçê estar aqui no que posso Ajudar ?