Os jornais argumentam que o uso “maciço” e “sistemático” de dados pessoais dos usuários da plataforma do Facebook, Instagram e Whatsapp pela Meta dá a ela uma vantagem injusta de projetar e oferecer anúncios personalizados, o que, segundo eles, constitui concorrência desleal.

A companhia não comentou o assunto.

Os reclamantes, incluindo Prisa, que publica o principal jornal da Espanha, El País, e a Vocento, proprietária da ABC, alegam que a maioria dos anúncios colocados pela Meta utiliza dados pessoais obtidos sem consentimento expresso dos usuários.

Isso, segundo as empresas, viola o Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE, em vigor desde maio de 2018, que exige que qualquer site solicite autorização para manter e usar dados pessoais.

“É claro que, em qualquer outro país da UE, o mesmo processo legal pode ser iniciado”, pois se trata de uma suposta violação dos regulamentos europeus, disse Nicolas Gonzalez Cuellar, advogado que representa os jornais, à Reuters.

O processo é a mais recente tentativa da mídia tradicional de enfrentar os gigantes da tecnologia em tribunais. Em todo o mundo, as organizações de mídia têm lutado em tribunais e parlamentos para fazer com que grandes empresas de internet paguem taxas justas pelo uso e compartilhamento de seu conteúdo.



Fonte – Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao navegar no site ,você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência e os termos da GDPR (LGPD) Conheça nossa Politica de Privacidade 
Ola Podemos te ajuda
Podemos Te Ajudar ?
SEJA BEM VINDO
Ola nos do Grupo Eco estamos muito fefiz por voçê estar aqui no que posso Ajudar ?