Cuidar do posicionamento de uma marca e se comunicar adequadamente com o público são desafios desde sempre, mas estamos vivendo um momento de muitas mudanças. Na dança entre criatividade e tecnologia, temos novas maneiras de produzir e, principalmente, de impressionar as pessoas.

Conforme as inovações surgem e são adotadas pela população, pode ser um pouco complicado se manter a par de tudo. Mais do que isso, fica difícil encontrar um diferencial, algo que de fato destaque sua empresa e faça os olhos dos clientes brilharem.

Por isso, eu procuro me manter atualizado tanto quanto possível sobre as tendências mais próximas, para entender para onde o mercado está se encaminhando. Recentemente, percebi que duas tecnologias vêm ganhando bastante atenção: a realidade aumentada (RA) e, claro, a inteligência artificial (IA).

RARealidade aumentada e Inteligência Artificial para melhorar a comunicação.

No primeiro caso, o uso ainda está bem espaçado, mais comum em algumas regiões do mundo ou áreas do mercado do que em outras. Já no caso da IA, estamos vendo um boom em todo lugar, principalmente da IA generativa – ou seja, que consegue criar textos, imagens, vídeos etc.

Mas como essas tecnologias estão se tornando tendências reais, que já devem crescer exponencialmente a partir do ano que vem? É o que veremos agora!

1. Realidade aumentada e experiência do cliente

A comunicação com o consumidor exige aprimoramentos constantes e a RA é uma forte aliada nesse sentido, uma vez que incorpora elementos virtuais no mundo real e permite a apresentação de produtos ou serviços de maneira interativa e engajadora.

A marca de óculos Chilli Beans traz um forte exemplo desse potencial. Em 2020, eles lançaram uma experiência em RA para mais de 150 modelos de óculos em seu site, para que as pessoas pudessem experimentar no próprio rosto sem precisar sair de casa. De acordo com a Adweek, a novidade resultou em um aumento de 48% nas vendas desses modelos.

Realidade AumentadaA Realidade Aumentada auxilia na experiência do consumidor.

Personalização e imersão são as palavras-chave da realidade aumentada, e, não por acaso, também são os termos mais ressaltados por especialistas em marketing. Vale a pena ficar de olho nas possibilidades que essa tecnologia apresenta.

2. Inteligência artificial na criação de conteúdo

Não tem como ignorar os avanços tremendos pelas quais as IAs generativas estão passando. A cada dia, ferramentas baseadas em IA aumentam a capacidade de gerar textos, vídeos e imagens de maneira eficiente, economizando tempo e recursos enquanto mantêm uma qualidade surpreendente.

Existem diversos debates a respeito desse potencial, desde o receio da “substituição dos trabalhadores por máquinas” até questões de ética e responsabilidade relacionadas ao material-fonte das IAs. Mas o fato é que não dá para fingir que as IAs não estão aí, sendo aprimoradas e usadas sem parar.

Portanto, de um modo ou de outro, é importante ficar atento ao poder de criação de conteúdo dessa tecnologia. Acima de tudo, ela pode ser um auxílio muito bom para produtores, inclusive na geração de ideias. O que me leva ao próximo tópico, acompanhe!

3. IA para geração de ideias e processos

Como ainda estamos descobrindo todos os potenciais da IA, temos utilizado as ferramentas de uma maneira bem reativa. Quando precisamos de algo, vamos lá pedir ao ChatGPT para nos ajudar. Pode ser um texto, uma explicação, um conceito, etc., mas o ponto é que ainda estamos pensando linearmente: surge uma demanda, a IA auxilia.

O que vejo como tendência para o futuro é inverter esse caminho: a inteligência artificial passa a ser antecipatória. Afinal, trata-se de uma quantidade imensa de dados sendo processados e analisados a todo momento. Nada melhor do que isso para prever movimentos do mercado, certo?

Nem precisamos ir tão longe, pode ser a respeito de processos simples de qualquer empresa. Se a IA for alimentada com as informações necessárias, ela pode enxergar inovações que ninguém viu antes. Veja um exemplo prático: um mercado faz a reposição de todos os produtos uma vez ao dia.

Toda a movimentação da loja e caixa é registrada e integrada a uma IA. A tecnologia, então, percebe que determinados itens acabam na metade do dia, e que o mercado está perdendo metade das vendas que poderia realizar se realizasse a reposição desses produtos específicos duas vezes ao dia.

O mesmo vale para a comunicação, em qualquer instância. O que as pessoas querem ver nas redes sociais? Quais os resultados da exposição da marca na imprensa? Quando tudo isso é analisado pela IA, ela pode determinar trajetos mais favoráveis.

Essas e outras inovações estão revolucionando muitas das ações que constroem um negócio. Mesmo que não seja possível começar a utilizá-las logo, é essencial ficar atento ao que está acontecendo. O público está seguindo a onda e logo, logo não vai querer saber de marcas que ficaram para trás.

Fonte – Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao navegar no site ,você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência e os termos da GDPR (LGPD) Conheça nossa Politica de Privacidade 
Ola Podemos te ajuda
Podemos Te Ajudar ?
SEJA BEM VINDO
Ola nos do Grupo Eco estamos muito fefiz por voçê estar aqui no que posso Ajudar ?